sábado, 20 de setembro de 2014

Um plano de Deus

Um plano de Deus para um homem - um plano de Deus para humanidade.


Texto: Atos 3:13-20

O Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Deus de nossos pais, glorificou a seu filho Jesus, a quem vós entregastes e perante a face de Pilatos negastes, tendo ele determinado que fosse solto.
Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida.
E matastes o Príncipe da vida, ao qual Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas.
E pela fé no seu nome fez o seu nome fortalecer a este que vedes e conheceis; sim, a fé que vem por ele, deu a este, na presença de todos vós, esta perfeita saúde.
E agora, irmãos, eu sei que o fizestes por ignorância, como também os vossos príncipes.
Mas Deus assim cumpriu o que já dantes pela boca de todos os seus profetas havia anunciado; que o Cristo havia de padecer.
Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor,
E envie ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado.

O presente relato nos convida a pontuar alguns acontecimentos. Vamos lá:
  • Pedro e João iam para o templo realizar suas orações;
  • Na porta do templo encontraram um homem que esmolava;
  • Uma cura na frente do templo;
  • Uma exposição de Pedro;
  • A insatisfação da liderança judaica;
  • O povo fica atônito;
  • A verdade exposta;
    • traição e negação
    • morte
    • motivo da cura
    • a mensagem central
  • A prisão
  • O alcance da palavra - quase cinco mil almas.
  • A liberdade
    • O nome de Jesus em evidência;
      • a intrepidez de Pedro e João que eram iletrados
  • Uma conspiração é tramada para invalidar o fato;
    • ameaças
    • firmeza dos discípulos
    • O homem curado
  • A igreja alegrou-se com os feitos e após terem orado o lugar em que estavam reunidos tremeu. E o Espírito Santo encheu a todos.
Esta é uma síntese dos capítulos 3 e 4 (exceto 4.32-36 que se refere a comunidade e oferta de Barnabé).

Queridos, o livro de Atos dos Apóstolos abrange um período de cerca de 30 anos de história entre  o Dia de Pentecostes a Prisão de Paulo. O seu escritor Lucas dá continuidade ao Evangelho também escrito por ele. 

O capítulo 3 fala  da cura de um coxo que estava à porta do templo, pois estes não podiam entrar (2Sm 5.8), já havia previsão por parte da lei para que os exerciam o sacerdócio não podiam ter defeito físico (Lv 21.18), mas em Mt 21.14 Jesus expulsa os cambistas e deixa entrar cegos e coxos;



Amanhã eu continuo, já estou cansado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário